segunda-feira, 25 de maio de 2015

Vc é professor Substituto? Eis algumas ideias pra suas aulas!

Olá professor! Olá professora!

Aqui em São Paulo quando o professor titular não pode comparecer à aula, entra em cena o "professor eventual" nas escolas do Estado e o "módulo" nas escolas municipais! Não sei bem como esta categoria é denominada em outros estados, adoraria que postassem nos comentários do post, a forma como se referem aos professores substitutos em seus Estados!!!

Eu mesmo para completar minha jornada dou aulas como professor substituto.
                                                        
Ao conversar com outros professores que também dão aulas eventuais, as maiores dificuldades apontadas são a indisciplina, a falta de tempo para preparar uma aula ou o pouco conhecimento do conteúdo a ser desenvolvido.

Clique aqui e veja o artigo sobre um programa que pode ajudar contra a indisciplina!

Queria compartilhar uma atitude pessoal minha, que é trabalhar com temas transversais em aulas eventuais. Decidi escrever sobre isso, pois percebi que muitos professores com quem converso tem dificuldade em trabalhar quando o professor titular não deixou um conteúdo a seguir, e também não encontrei muita coisa sobre esse tema buscando na rede.   

Quando você entra em sala sem um diário ou outra situação em que os alunos saibam que não haverá uma cobrança, tudo parece ficar mais difícil. Mas não precisa ser assim.

Os temas transversais devem ser trabalhados em todas as aulas e dentro de todos os conteúdos, porém  o conteúdo do currículo tem total prioridade e muitas vezes como este conteúdo também está atrasado, não sobra tempo pra mais nada.

As aulas eventuais muitas vezes se tornam um tempo sem prática pedagógica onde os alunos devem ficar em sala só pra não perambularem pelos corredores, mas sabemos que é um tempo que pode e deve ser usado de forma útil.

Temas transversais são ideias ótimas para atividades pedagógicas em aulas de substituição, justamente pois dialogam com várias disciplinas ao mesmo tempo, além dos temas serem mais abertos para que alunos reflitam sobre suas posições... Também dão ao professor substituto um leque maior de assuntos a serem trabalhados e assim também mais fontes a esse professor.

Neste sentido, mesmo sem material específico, podem ser criados debates, jogos, discussões que trabalharam diversos temas muito importantes para auxiliar na formação de um cidadão consciente.

E no final de cada aula, o professor ou os próprios alunos podem tirar fotos ou fazer pequenos vídeos dos trabalhos, cartolinas, desenhos, teatro ou quaisquer outras atividades que  nasceram na aula e postar no blog ou facebook da turma ou da escola!

O professor pode ainda, se houver disponibilidade, dar a aula com projetor e conexão à internet, ou mesmo na sala de informática, para que possa indicar sites sobre os temas que estão sendo discutidos!
Se houver disponibilidade de tablets, os alunos podem buscar também imagens para retratar o tema discutido. Tb pode ser usado o celular em grupo...

Eis algumas ideias de como lidar com alguns temas:

­
ÉTICA
Por que não trazer as novelas para a aula? Falar sobre novelas vai te garantir uma boa atenção, novelas tem um alcance maior do que o livro didático...não é!?
... e como é fácil pensar em cenas de novelas que rendem ótimas discussões sobre ética.
O tema corrupção e suas várias faces também podem ser discutidos. Nossos alunos por vezes só enxergam os grandes casos midiatizados, mas costumam ignorar a corrupção do dia-a-dia.

PLURALIDADE CULTURAL
Os hábitos musicais, por exemplo, dos alunos são praticamente ignorados, mas fazem parte de quem aquele jovem é e de quem pretende ser. Pluralidade Cultural é um tema que agrada muito a eles, principalmente se for vinculado com alguma característica desses jovens e seus grupos, como a música, marcas e mesmo as pequenas tribos que existem entre eles....
Também podemos falar de grafite, games, moda e outras realidades comuns aos jovens.
Para iniciar o tema, pode perguntar sobre os hábitos de downloads dos alunos, quais baixam mais músicas, mais filmes, de qual tipo...? Se frequentam lugares que tem grafite, saraus, grupos de dança ou de leitura...
O professor pode também perguntar se alguém acompanha algum canal do Youtube sobre o tema que está sendo conversado. Alguém sempre conhece algum canal de vídeos hj em dia, e isso pode ter a ver com a pluralidade cultural dos seus alunos!

MEIO AMBIENTE
Uma ótima forma de abordar o meio ambiente é falando sobre os temas que costumam estar presente nos filmes. Uma boa forma de prender sua atenção é com assuntos assim, bombásticos!! Aquecimento global secas, inundações, violência indiscriminada do homem contra os animais... e também grandes ações ou mobilizações em favor da humanidade e do planeta.
E sempre mostrando como isso afeta a eles, quem sabe trazer o assunto para a realidade do município ou do bairro em que moram. Mais uma vez podemos assim perceber muitas minúcias sobre a forma destes jovens entenderem o mundo.

SAÚDE
Este tema por vezes pode soar como ultrapassado, os adolescentes não gostam de falar sobre sua higiene pessoal... sempre cria constrangimento, mas é necessário! Coragem colega, podemos começar pegando leve, falando de higiene no cuidado com Piercing, alargadores e os riscos de fazer tatoo em locais que não primam pela Higienização das ferramentas utilizadas, assim você terá mais abertura para falar do cuidado bucal , do chulezinho da galera, do suor entre outros.
Esses dias descobri tratando sobre o tema que duas garotas da escola mantinham um blog sobre Automutilação, os blogs eram de meninas que se deixaram de se cortar e passaram a escrever para desestimular outras jovens. Um assunto tristemente comum a essa rapaziada, mas reparem como desta forma o professor ganha terreno no universo destes jovens e também mais ganchos para novas ações!


TEMAS LOCAIS
Um outro assunto muito legal de trabalhar e que costuma dar muito certo é a Violência.... os alunos se mostram sempre muito participativos e o professor pode perceber também diversos aspectos de como este jovem entende o mundo. Ao indagar, por exemplo, sobre quais tipos de violência eles conhecem, as respostas podem ser anotadas e discutidas uma a uma... violência sexual, doméstica, policial, bullying, e etc...
Dá pra levar jornal pra aula e pedir pra que recortem imagens ou artigos que façam referência a violência, por exemplo, e então trabalhar os motivos da violência e as melhores formas em se lidar com a situação.
"Não estou autorizado a demitir o Professor Substituto"

A gente por aqui concorda em alguns princípios básicos que, já percebemos, nos ajudam a manter a turma sob controle, pelo menos no nosso caso.

  • Não deve parecer lição
  • Não pode ser só discussão
  • Tem que ser divertido ou interessante
  • Precisa apresentar soluções alternativas ou o começo da resolução de um problema.
  • Tudo deve acontecer entre o início e o fim da aula, sem deixar nada pra outras aulas!

Abaixo seguem alguns links legais sobre o assunto!

Estes são blogs de professores que contam suas rotinas como substitutos!
Muitos professores aí  vão se identificar bastante!
E é legal ver que não estamos sós e assim, acabamos aprendendo também com a experiência dos outros!!!



Revista Nova Escola:



Artigos Acadêmicos


E você? Dá aula como substituto? Fale-nos sua impressão sobre esta situação ou conte-nos alguma experiência com o uso de tecnologia em aulas assim!!

Grande abraço!!

6 comentários:

  1. Ms Petit Paul, très bien o blog. Vejo possibilidades inclusive de um mestrado. Podemos pensar num TCC com uma proposta de tecnologia voltada ao ensino e pesquisa de História, que tal?
    À tout.
    Amilcar

    ResponderExcluir
  2. Trabalho no Embú das artes município de São Paulo .Professor substituto é o professor adjunto .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No Embu se chama Professor Adjunto então?! Aprendi mais essa, muito obrigado Alceni!! Continue participando, com certeza será de grande ajuda para muitos de nós!!

      Excluir
  3. Na imagem do Bart Simpson, o termo "fire" quer dizer "despedir ou mandar embora do emprego".
    Então "Não estou autorizado a despedir o Professor Substituto".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correção feita Baby!! Valeu pelo toque!! Sempre que puder dê um oi aqui no blog!! Grande abraço!!

      Excluir
  4. Muito bom!! Até o ano passado eu ministrava aulas no ensino superior porém, com esta crise fui demitido da faculdade. Estou tentando uma oportunidade como eventual para voltar a sala de aula e durante o dia estou trabalhando em uma empresa mas não quero mais trabalhar em empresas. Obrigado pelas dicas!!!!

    ResponderExcluir